sexta-feira, 15 de julho de 2011

A EVOLUÇÃO DO VÔLEI NO BRASIL

O Vôlei brasileiro, hoje, é duas vezes campeão olímpico (Barcelona-1992 e Atenas-2004), além de nove vezes campeão da Liga Mundial (1993, 2001, 2003 a 2007, 2009 e 2010), o maior vencedor da competição. Mas uma geração fantástica do esporte no Brasil, que ficou conhecida como Geração de Prata, que foi a medalha obtida no Campeonato Mundial de Buenos Aires-1982 e nos Jogos Olímpicos de Los Angeles-1984, foi a que abriu caminho para o enorme sucesso do Vôlei brasileiro. Aquela equipe contava com jogadores como Renan Dal Zotto, Bernard Rajzman, William Carvalho e Bernardo Rezende, o Bernardinho, atualmente treinador da Seleção Brasileira de Vôlei. Essa equipe masculina do país criou dois estilos inovadores de saque, o Jornada nas Estrelas, de Bernard, e o Viagem ao fundo do mar, de Montanaro.
O país é, ainda, muito bom no Vôlei feminino, sendo o atual campeão olímpico, e no Vôlei de Praia, tanto no masculino, já tendo sido campeão olímpico com Ricardo e Emanuel, em Atenas-2004, quanto no feminino, que também já conquistou o lugar mais alto do pódio, com Jacqueline e Sandra, em Atlanta-1996, a estreia do Vôlei de Praia nos Jogos Olímpicos. Temos ainda como bons resultados olímpicos no Vôlei de Praia as medalhas de prata de José Marco e Ricardo, em Sydney-2000, e Márcio e Fábio Luiz, em Pequim-2008, e o bronze de Ricardo e Emanuel, no mesmo ano, no masculino. No feminino, foram importantes a prata de Mônica e Adriana Samuel, em Atlanta-1996, as pratas de Adriana Behar e Shelda, em Sydney-2000 e Atenas-2004, e o bronze de Adriana Samuel e Sandra, em Sydney-2000.
Imagem: washingtonpost.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário